Archive for the ‘Fábulas do Século 21’ Category

A Tese de Doutorado do Coelho

novembro 22, 2007

Num lindo dia ensolarado o Coelho saiu da sua toca e estava tão distraído escrevendo em seu notebook  que nem percebeu a chegada da Raposa. Ela estava salivando, com água na boca (como se diz) diante de seu jantar. Mas como o Coelho continuava a escrever sem dar atenção a coisa alguma, aproximou-se e perguntou:

_ O que é que você está escrevendo?

O Coelho nem levantou os olhos. Mas respondeu:

_ Minha tese de doutorado.

A Raposa admirou-se de um Coelho pretender um título. Perguntou:

_ E qual é a sua tese, pode-se saber?

O Coelho, finalmente, deixou de escrever e disse. É uma teoria que prova que os coelhos são os predadores naturais das raposas.

A Raposa riu, muito, mas depois indignou-se:

_ Todos sabem que as raposas é que são predadoras dos coelhos.

O Coelho respondeu:

_ Porque a maioria pensa assim é que minha tese tem importância e se estiver mesmo interessada venha à minha toca e eu mostro as provas que já acumulei.

Os dois entraram na toca do Coelho e a Raposa não saiu.

O Coelho retomou sua tese, tinha urgência em ser doutor. Mas logo passou o Lobo e vendo o Coelho tão entretido que nem esboçara um movimento de fuga, perguntou:

_ Olá, Coelho. O que escreves com tanta atenção?

_ Minha tese de doutorado, Lobo. Ela prova que nós, os coelhos, somos os grandes predadores naturais dos animais carnívoros, entre os quais os lobos.

O Lobo não era de achar graça, principalmente diante de petulantes:

_ Nós é que somos os predadores dos coelhos.

_ Isto é apenas uma jogada de marketing, mas não é verdade. Se quiser entrar na minha toca mostro as provas que já reuni durante anos.

Ambos entraram na Toca do Coelho, mas o Lobo não saiu.

O Coelho volta ao trabalho, impassível, e termina sua tese, ilustrando-a com fotos de dentro da Toca, onde há pilhas de ossos de raposa e de lobo. E o Leão, muito satisfeito por apoiar as pesquisa do Coelho.

Moral da História: Não importa o absurdo da sua tese; nem se ela não chega a ter fundamento científico; não importa se suas idéias vão contra o mais óbvio dos conceitos lógicos; O QUE IMPORTA E QUEM ESTÁ APOIANDO A SUA TESE!

Anúncios