CARA-DE-PAU

Mr. Gordon Brown, se não me falha a memória, foi ministro das Finanças do Reino Unido durante dez anos, até meados de 2007. Daí pulou para a cadeira de primeiro-ministro, antes de explodir a chamada crise financeira internacional. Quer dizer que o referido senhor comandou as finanças britânicas no período em que se formou a monumental crise econômico-financeira. É evidente que a Grã-Bretanha está entre os mais atingidos pela crise, como prova o declínio dramático da popularidade do Mr. Brown. Como se não tivesse coisa alguma a ver com os acontecimentos, ele agora está posando de reformador da economia do mundo, atitude que começou a tomar ainda em 2008. Com a maior cara-de-pau, vai ser o anfitrião do encontro de chefes de Estado do G-20, em Londres, e vem apresentando ambiciosas propostas de reforma da arquitetura financeira mundial, todas elas cuidando de defender os interesses dos países mais ricos e que, segundo ele, estão sofrendo mais… Que a economia mundial está passando por uma verdadeira convulsão, sabe-se bem. Que o panorama visto do epicentro da crise, os Estados Unidos é tenebroso, não é difícil entender, assistindo o turbilhão, o arrastão.mais que isto o tsunami que leva de roldão empresas e pessoas inocentes, vítimas da especulação financeira e do desejo de ganho fácil. Nunca antes, na história daquele país, a especulação fez tamanho estrago econômico, financeiro, social e emocional. Até a turma do andar de cima (como diz o Elio Gasperi), o povo do ervanário, do green gold (origem do termo gringo) está pagando caro e vai pagar mais ainda pelas falcatruas e falta de ética. Sem contar com os ditos especialistas, os economistas que em sua maioria absoluta não conseguiram prever o que estava para vir, com honrosas e pouco ouvidas (quando não ridicularizadas) exceções. Desmoralizados, agora dão cambalhotas na tentativa de explicar o inexplicável, de justificar o injustificável, de limpar a própria barra em aumentar o ridículo a que ficaram expostos. As autoridades governamentais que permitiram e até participaram da especulação desenfreada e provocaram o colapso, também estão pagando um preço político elevado, mas a conta final ainda não chegou e, quando chegar, promete ser pesadíssima. Muita gente vai ter que sair de cena e é melhor que saia de mansinho, antes que seja apanhada. O problema é que os economistas que chegam ao poder estão tomando meias medidas, evitando morder os grandes capitalistas responsáveis pela muvuca. E continuam jogando para a galera, como se fosse possível evitar a ruína das instituições financeiras sem limpa-las primeiro, sem afastar os grandes culpados, sem levar para a cadeia os construtores de pirâmides. Rebolam para que o governo não pareça amigo dos gatos gordos de Wall Street, ou inimigo do capital, ou (pior ainda) anti-americano. O problema é que há um outro lado a considerar: os milhões de pequenos investidores escaldados por perdas excessivas e repentinas e que tendem a não voltar a colocar a mão em cumbuca e seu rico dinheirinho em bancos, qualquer banco. E uma das missões urgentes de Obama é recapitalizar os bancos, devolver a confiança e cobrir os rombos do melhor modo possível, para que a economia volte a andar nos trilhos. No entanto, podem esperar: a crise ainda não mostrou a cara completamente.

Uma resposta to “CARA-DE-PAU”

  1. ruy Says:

    Olá luiz,
    ótimo comentário sobre a crise. Trata-se de um desastre óbvio, que demonstra o despreparo e a inconsequência dos gestores da economia global.
    Você é o mesmo Luiz Lobo que trabalhou na TVU do Rio Grande do Norte nos anos 1980? Acabei de ver uma entrevista com Dom Helder Câmara, em que um dos entrevistadores é Luiz Lobo. É você ou um homônimo? Gostaria de conversar com você a respeito.
    Abraço
    Ruy Rocha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: