A AVENTURA DO DINHEIRO

            José era o filho preferido de Jacó. Por isso mesmo seus irmãos queriam se livrar dele. Planejaram matá-lo e chegaram a jogá-lo dentro de um poço seco, em local deserto. Mas a aproximação de uma caravana de mercadores sugeriu a oportunidade de livrarem-se dele ganhando algum dinheiro. José foi vendido como escravo.

            Concluídas as negociações, segundo a Bíblia, receberam 20 moedas de prata e voltaram para casa em Canaã, enquanto o irmão era levado para o Egito.

            A história está contada no Gênesis, o primeiro dos cinco livros do Antigo Testamento. Pode ser verdadeira, mas contém um erro histórico: os irmãos de José não poderiam ter recebido 20 moedas de prata pela venda porque, no início do segundo milênio antes de Cristo ainda não havia moeda na Palestina. Nem em qualquer outro lugar do mundo.

            Os mercadores podem ter pago em jóias de prata, mas nunca em moedas.

            Provavelmente é um erro de tradução e do ponto de vista bíblico a observação é irrelevante, mas para a história do dinheiro é uma heresia.

            Mas foi mesmo no Oriente Médio (culturalmente o lugar mais rico da Antiguidade) que o dinheiro foi inventado. Antes, comprar e vender era uma operação um pouco complicada, porque os metais de valor deviam ser pesados e cada um tinha sua própria balança, com pesos que não eram rigorosamente iguais. Com o metal cunhado, originalmente apenas para indicar seu peso, não havia necessidade de pesar, bastava contar as unidades.

            No romance José e Seus Irmãos, o escritor alemão Thomas Mann conta uma longa negociação de cinco horas, com os vendedores pedindo 30 peças de prata e os compradores oferecendo 15.

            Para os historiadores da moeda, a ficção é mais fiel à História do que a Bíblia, porque o debate se desenvolve em torno de siclos, babilônicas e fenícias.E o siclo era uma medida de peso. Por 400 siclos, por exemplo, Abraão, patriarca dos hebreus, compra o terreno com a gruta que serviu para enterrar Sara, primeiro pedaço de chão dos antepassados de Israel na terra de Canaã.

            De qualquer forma, siclo é medida de peso, não moeda. Muito depois é que passou a ser denominação de moeda (como a libra esterlina também era peso e virou denominação de moeda).

            Essa e outras histórias estão contadas no livro A Aventura do Dinheiro, de Oscar Pilagallo, editado pela Publifolha e que custa menos de 20 reais.

            Aqui no Brasil, no tempo da Colônia, circulava muito pouco dinheiro e quase todo o comércio era de escambo: as pessoas trocavam mercadorias entre si, por falta de moeda.

           

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: